Cidadã de lugar algum

3 set

Vista de Ribeirão Preto. A cidade até que é bonita, fala aí?

Desde que nasci já mudei de cidade umas sete vezes. Combina bem com meu espírito aventureiro sagitariano. Eu não tenho medo algum de ir para uma cidade diferente, mudar de ideia, me arrepender, voltar, mudar de novo. Embora eu sofra com despedidas e mudanças, ao mesmo tempo preciso delas para viver. Sou um paradoxo ambulante.

Nessas mudanças pude notar uma sensação que acontece sempre nas primeiras semanas que estou num lugar novo (mesmo que eu já tenho morado nele). Eu fico temporariamente sem referência. Ainda não desapeguei por completo da cidade que deixei e não me sinto completamente inserida na cidade que escolhi pra viver. Em outras palavras, eu não me considero cidadã de lugar algum.

Ando pelas ruas meio perdida, procurando um caminho que não existe e que não me leva a nenhum ponto. Me pego confusa, trocando as direções. Não sei mais onde fazer as compras de supermercado, que farmácia ir, não tenho mais manicure, nem médico. São coisas tão pequenas, mas é justamente esse conjunto de ações eu me norteiam e me  conectam a um lugar.

Nem parece que há um ano eu morava aqui. É definitivamente o recomeço de uma relação. Como num namoro, se você termina e volta depois de um ano, não vai retomar de onde pararam e sim começar do zero. Então me sinto assim: flertando com a cidade e com suas possibilidades. Eu quero que o namoro dê certo, então me apego às qualidades e sublimo os defeitos. Ainda assim, Ribeirão precisa me conquistar de novo. Ou eu preciso programar meu cérebro para voltar a se apaixonar. Não sei! Mas nos próximos dias não me pergunte onde moro, pois corro o risco de não saber responder!

Anúncios

4 Respostas to “Cidadã de lugar algum”

  1. Patricia 4 de setembro de 2010 às 8:13 am #

    Fabi
    Sei bem o que vc está falando…em 1 ano e meio mudei 3 vezes de país…surreal!
    Mas nada como dar tempo ao tempo e também aproveitar esta atmosfera de tudo novo! E Ribeirão é bem bonita e TEM TUDO né?
    Muita alegria e amor para vcs aí!
    bjs
    Pati

  2. Lívia Stábile 5 de setembro de 2010 às 5:36 pm #

    A cidade sempre será diferente, pois você se transforma a cada dia!! E a cidade sempre refletirá o que você é e sente no momento (como você interpreta a vida)! A primeira vez que morei em BH detestei (lembra??)! NA segunda vez, de coração aberto e disposta a fazer as pazes com a cidade, me apaixonei e sigo tendo muito carinho por BH!! Tudo é uma questão de percepção!!! Abre seu coração que vai ser melhor que da outra vez!! Beijos nos trÊs e muita luz na nova etapa!!

  3. Fabiana Marques 5 de setembro de 2010 às 7:30 pm #

    Oi meninas. Vcs duas entendem mais de mudança do que eu, rs. Sei que é temporário, mas é uma fase engraçada de estranhamento. Porém estou de coração aberto e sei que o “click” vai rolar! Beijos!

  4. Lívia Stábile 6 de setembro de 2010 às 10:37 am #

    Ah! A gente sabe também…! Você tira as transformações de letra! Adoro seu jeito camaleão! É que mulher adora comentar né?!!! Beijos amada!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: