Quem canta (ou repete) seus males espanta!

6 set

      Qual é o seu Mantra? Muito mais do que simples repetição de uma palavra ou frase, mantras podem ser ferramentas mágicas para relaxar, se concentrar, enfrentar desafios e criar uma vida mais feliz e equilibrada! Simples assim? Yes my friend! Se você praticar com disciplina, claro! Então, vamos lá!

      Mantra, palavra em Sânscrito, significa veículo da mente, logo, funciona como mero veículo, ou ferramenta, para nos transportar para outro estado mental e, consequentemente, mudar nossa vida e realidade. Pode ser uma palavra só, uma frase, pode ter sentido ou não… O que importa é seu valor energético e usá-lo com atenção, mas sem exagerar na concentração, pois todo exagero cria apego e bloqueia o fluxo das experiências.

      O mais famoso é o mantra OM. Ele carrega dentro dele todas as outras sonoridades existentes – ele significa universalidade, unicidade… Om pode ser quebrado em A-U-M. O A significa criação (tudo na vida tem de começar né…) e é representado pelo deus Rama na filosofia Indu. O U simboliza a continuidade ou desenvolvimento do que foi iniciado, e é representado pelo deus Vishnu (aquele azulão que ajuda no desenvolvimento). Por fim, M significa dissolução (pois nada é para sempre e tudo o que começa… termina), representado pelo deus Shiva (o destruidor). Com isso, Om simboliza todo o processo de nascimento e morte e carrega dentro de si o potencial para nos silenciar e nos conectar com algo superior…

      Além dos mantras em Sânscrito (se gosta pesquise, existem milhares), podemos considerar as afirmações como os mantras modernos, já que nos ajudam a transformar aquilo que queremos! Gosto de muitas! “Doce como o mel e suave como a brisa”, que me foi ensinado por uma amiga-irmã, fez parte do meu repertório por muitos anos, porque sempre fui muito dura e exigente. Outro que adoro é “Eu estou disposta a mudar. As mudanças acontecem facilmente”, pois nada na vida melhora sem a disposição para mudar minha gente!

      Está naqueles dias que dá vontade de matar quem te olhar de canto de olho? “Eu sou paz. A paz está dentro de mim” ou Shanti (paz em Sânscrito) serve que é uma beleza. Reclamando muito da vida? “Eu sou grata pela vida maravilhosa que tenho. Eu sou abençoada”, é um santo remédio. Ansiedade? “Eu confio no processo da vida. Tudo acontece no momento certo”. No começo parece bizarro (e meio brega vai…), mas os resultados fazem valer a pena! E não é produto das Organizações Tabajara não!!!

      Ah! E o mantra-mor pra mim é “Eu me amo e me aprovo profundamente”. Repito demais caros amigos!! Por que? Porque nós somos nossos maiores algozes! Quando passamos a nos amar e não nos criticar a cada segundo, tudo fica mais leve, menos dramático. Paramos de julgar tanto os outros… a vida flui mais fácil e leve!! Não há nada mais transformador do que o auto-amor! E, como amar incondicionalmente o outro se você não se ama incondicionalmente? Difícil né!!?

      Então, se quiser e achar que vale tentar, crie seu(s) próprio(s) mantra(s) ou pegue um emprestado daqui!!! Repita muitas vezes, diariamente! Pode cantar no chuveiro, repetir no carro, escrever no papel! Quanto mais melhor!!! E acredite neles! Cientificamente provado, seus neurônios criarão novas associações e caminhos, novos padrões de pensamentos e ações surgirão e as mudanças devem acontecer, mesmo que sutilmente (mais uma vez: sutileza é poder, pois é permanente)!! Se quiser dividir seu mantra comigo melhor ainda! Amo aprender!! Beijo no coração e Namastê!

Anúncios

6 Respostas to “Quem canta (ou repete) seus males espanta!”

  1. Julinha 6 de setembro de 2010 às 11:47 am #

    Tem aquele lindo que a Juju Sartori gosta, do Professor Hermógenes:
    “Entrego, confio, aceito, agradeço”.

    Há algumas noites, tenho usado a oração de São Francisco (que compramos juntas na Pampulha, lembra?) como mantra antes de dormir.

    bjs

    • Lívia Stábile 6 de setembro de 2010 às 3:05 pm #

      Lindona eu adoro o mantra da Jú! Bem lembrado!!! E amei lembrar da reza de São FRancisco também! Muito obrigada! Saudadeeeeee!! bjos

  2. Fabiana Marques 6 de setembro de 2010 às 3:55 pm #

    Eu já conhecia esse do Entrego, confio, aceito, agradeço… É muito massa. Vou colocá-lo em prática. Junto com a liçã de casa que minha super terapeuta guru passou, rs.
    Tem um livro, da Louise Hay, chamado o poder das afirmações positivas, tem várias afirmaçòes modelo, eu adoro!!

    • Lívia Stábile 7 de setembro de 2010 às 12:33 pm #

      Algumas das afirmações que coloquei no texto são delas!! Adoro!! Muito poder!! bjocas Deusa!

  3. Isabel 9 de setembro de 2010 às 1:58 pm #

    Sempre tive uma dúvida: o mantra tem que ser materializado de alguma forma? Escrito? Falado em voz alta? Ou posso só pensar nele? Beijoconas da Bel.

    • Lívia Stábile 9 de setembro de 2010 às 2:17 pm #

      Querida depende da funcão:
      MEditar: pense o mantra como se estivesse escutando ele. MElhor não criar nenhuma imagem mental. Fique só com o som.
      Criar novos padrões de pensamento: vale escrever, cantar, falar, pensar…
      Ajudei?
      BEijocas linda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: