Procura-se um namorado

11 out

     Quem me conhece sabe: nunca fui a desesperada da turma (nunca fui pra guerra como dizem os homens), nunca troquei de namorado que nem de camiseta (ou fui uma peguete), nunca sai beijando 50 em micareta, mas também não deixei de aproveitar bem a minha vida. Sempre gostei mais de namorar do que de ficar e a questão é: faz um bom tempo que não namoro. Simplesmente não rolou!

     E olha que eu dei chance ao destino minha gente: americanos, cubano, colombiano, peruano e até indiano passou pela minha vida nos últimos tempos. Tive os dates (como eles chamam aqui) mais inusitados, engraçados ou chatos da minha vida e, se eu não respeitasse tanto o próximo, escrevia um post sobre eles. Vocês iam se divertir! Mas eu respeito né, então só sabe dos detalhes mesmo os mega íntimos (ou nem eles)! Sorry! Em suma: o click, aquele necessário pra se dar continuidade, não aconteceu!

     Sigo dando oportunidades para os potenciais moços que aparecem. Principalmente porque quero que a vida e as pessoas sempre me dêem a mesma oportunidade que eu dou pra elas! Também sigo tranquila! Na verdade, minha família e amigos parecem bem mais preocupados do que eu!! Campanhas já estão rolando em prol da causa e, com isso, vem sempre a pergunta básica: como você quer que o seu namorado seja, ou, o que você gosta em um homem? Pergunta difícil pra caramba, ao menos na minha opinião! Vocês caros leitores, sabem o que querem?

     Prefiro começar pelo o que não quero, pois na vida é sempre mais fácil saber o que não vai funcionar: não aceito fumante, bebum, drogado ou seres com ficha na polícia (hahaha)! Prefiro que não seja muuuito mais velho ou muuito mais novo (tenho experiência nesse quesito minha gente – idade faz sim diferença). Não quero um homem irônico, sádico, pessimista, com complexo de inferioridade, ciumento, egocêntrico, mentiroso, metrosexual, inflexível, insensível, dono da razão, caga regras, (que faz o papel de) vítima, julgador, egoísta, preguiçoso, avarento. Ufa! Lista grande né, mas acho que toda mulher está comigo nessa, correto?!

     Não precisa meditar, fazer yoga ou ser vegetariano, se bem que seria um mega bônus ter os três. Não precisa ter religião (acho até melhor não ter), mas não dá para ser alguém que não seja espiritualizado (sem exageros, claro), pois para mim é impossível não ver Deus em tudo, é impossível não encarar a vida como um milagre e é impossível não crer e confiar que existe algo superior (e ao mesmo tempo igual) a gente. Minha espiritualidade é o que me move, me transforma, me aquece e me faz crescer! Seria difícil lidar com alguém que não crê em nada (e, geralmente – não sempre – os céticos são meio amargos…).

     Agora vamos para o que eu gostaria que o candidato tivesse: alegria de viver (aqui entra também o ser engraçado, o que TODA mulher adora), curiosidade, compaixão, honestidade, flexibilidade, humildade ( não se levar tão a sério e nem escutar muito o ego), gostar de ler e aprender, gostar de cozinhar, gostar de viajar, ir no cinema, dançar, encarar programas aparentemente de índio (ou seja, estar aberto para o novo), respeitar e compreender o outro, ser mega carinhoso (se tiver um workshop de massagem no background ganha muitos pontos positivos), escutar antes de falar, falar (se comunicar honestamente), ter tesão pela vida, ser criativo, entender que mudamos, todos, o tempo todo.

     Estou querendo demais? Bom, eu acredito que posso tudo o que quero, então sigo com minha intenção! No entanto, com flexibilidade para dar chance a alguém que não tenha nem metade dessas características, mas que apresente outras que podem me fascinar tanto quanto essas… E você? Se está solteira (o), sabe o que quer? Lembre-se que intenção move energia e coincidências ao seu favor, logo, vale sempre a pena ter sua listinha! Se está casada (o) ou namorando, o seu parceiro (a) tem aquilo que você busca e, mais importante, você oferece ao seu parceiro (a) aquilo que espera dele (a)? Pois tenho consciência que tenho de oferecer exatamente aquilo que busco para ser uma relação equilibrada e harmoniosa (ops, melhor eu me inscrever em um curso te massagem então!).

 Relacionamento é o maior desafio da humanidade (se soubéssemos nos relacionar teríamos a tão desejada paz mundial), é onde aprendemos e crescemos! Eu sigo vivendo feliz e sei que na hora certa o namorado certo aparece! E você? Sabe o que quer? Está agindo de acordo com o que quer? Beijo no coração e Namastê!

Anúncios

13 Respostas to “Procura-se um namorado”

  1. Fabi Marques 11 de outubro de 2010 às 4:10 pm #

    Haha, nunca imaginei vc escrevendo esse post. Duas coisas a declarar: mandem aqueles que te pressionam cuidar de suas próprias vidas. Outra, antes de conhecer o Juliano, eu tava num bode gigante de homens por causa do ex. Daí fiz uma listinha com todas as qualidades que eu queria no próximo namorado e levava ela na carteira. Era um lembrete pra mim mesma, pra eu não cair mais em furada. Resultado: Juliano apareceu com TODAS as qualidades que eu pedi naquela lista. O fim da história vc já sabe. Boa sorte gatona, beijos

    • Lívia Stábile 11 de outubro de 2010 às 4:16 pm #

      Amada! Eu tb nunca me imaginei escrevendo esse post, por isso escrevi!!! ADoro me surpreender comigo mesma!! As pessoas só querem ajudar, eu não ligo não!! Acho divertido! E sei bem da sua lista deusa, por isso tenho a minha tb!!! VC é um exemplo de que funciona!! bjos e saudade!

      • Re Pinotti 11 de outubro de 2010 às 5:13 pm #

        Lívia, amei seu post e super me identifiquei. Concordo 100% com você. Apesar de estarmos certas do caminho que seguimos, às vezes é difícil não ceder e se chatear com as pressões externas… Muitas vezes me coloco nesta posição: ahh, só eu não encontrei… Mas logo me lembro de todo meu caminho, do que acredito de verdade e volto a ficar bem (ufaaa, santo auto conhecimento!!).
        Mas quando você “O” encontrar, me avise, pois provavelmente O SEU terá amigos parecidos, que compactuam dos mesmo ideais… aí você me apresenta um amigo do seu novo amor, rsrsrsrs
        Eu aprendi que estamos aqui para aprender amar, amar de verdade, da forma correta – SEM: medos, julgamentos, expectivas, projeções, carências, etc.. amar de forma incondicional.
        As experiências que temos são as necessárias para aprendermos o que precisamos aprender para atingir este patamar da evolução. Até ficar sozinha faz parte, pois é essencial para nos conhecermos e apredermos a nos amar.
        Hoje sei que, idenpendente de QUEM será, o mais importante é COMO será… o dia que estivermos realmente prontas… tudo dará certo!
        Ou melhor, acredito que tudo sempre deu certo, pois todos os amores que tivemos foram importantes para chegarmos onde chegamos…
        Parabéns!!
        Bjos

      • Marcio Templartes 19 de outubro de 2012 às 10:19 am #

        Naturalidade, sinceridade e meiguice ao escrever! Apesar de todas as qualidades você é linda!

  2. Lívia Stábile 11 de outubro de 2010 às 5:41 pm #

    Oi Renata! Amei seu comentário e concordo 100% com vc! Tudo tem a hora certa pra acontecer e estar “sozinha” agora faz parte da minha jornada de aprendizado!! REalmente tenho amado me amar!! hahahaha! Estou me namorando! E pode deixar que quando o bom moço aparecer te aviso pra gente juntar turmas!! Muito obrigada pela presença e volte sempre! Beijos

  3. Fabi Marques 11 de outubro de 2010 às 5:52 pm #

    Rêzinha, mas aí vc vai ter q mudar pra Miami gata. hahahah, vamops achar um assim por aqui mesmo? Beijos

  4. maildalyra 11 de outubro de 2010 às 6:13 pm #

    Parabéns pelo texto, pelo pouco que te conheço mas pelo muito ouço falar de você deve ter sido realmente uma superação escrever esse texto. Viva a libertação!
    É bem isso, encontramos aquilo que procuramos!
    Perfeição não existe, o que é bom pra mim é ruim pra você e vice-versa!
    Mas resumindo o que quero dizer é que com minha pouca experiência em relacionamento aprendi que temos que perdoar todos os dias, que devemos ter paciência “50 horas” por dia e o mais importante, acreditar que o amor não é um simples sentimento mas sim uma decisão! EU DECIDIR AMAR ESSA PESSOA!
    Então Livia, curta o seu namoro com você mesma que na hora certa aparece! O exemplo da lista na carteira foi ótima, sua amiga encontrou o que realmente procurava!
    Beijo e boa sorte!

    • Lívia Stábile 11 de outubro de 2010 às 11:46 pm #

      Obrigada querida e vc tem toda razão: paciência é essencial! E amor é algo que se constrói também! Muito legal! Obrigada pela visita! beijos

  5. Chico Gouveia 11 de outubro de 2010 às 7:40 pm #

    lindo Amei, ri muito, quase chorei. como sempre em seus textos vejo como a diferença de ponto de vista nos faz mudar (talvez transformar seja melhor)
    bjs Chico
    a foto vai no fb aqui não tem como ne?

    • Lívia Stábile 11 de outubro de 2010 às 11:46 pm #

      Que bom querido, fico muito feliz!! E adoro suas fotos! beijo grande e obrigada!

  6. Liacarolina 12 de outubro de 2010 às 1:50 am #

    Li-linda, que delícia seu post de hoje!:)
    Aliás, vc e a Fabi estão arrasandooo no blog, tô a tempo pra escrever pra vcs!!!
    E precisei fazer isso no assunto de hoje, para também reforçar uma passagem que vc fez no texto. Nessa busca pelo companheiro ideal, além de tudo o que vc falou, das regrinhas, da listinha, tem uma coisa que a gente PRECISA MESMO ter sempre a mão também: uma chance ao outro! Faça isso com o coração aberto, dê mais que uma oportunidade. É muito importante que a gente “permita ser escolhida” ao invés de querer escolher sempre. Até pq – vc bem sabe – Ele sabe melhor do que nós mesmas o que é verdadeiramente importante pra gente, o que nos fará mais feliz. Então, o resumo da minha dica é: guardemos a nossa listinha no bolso e mantenhamos o foco naquilo que a gente acredita ser o melhor pra gente, claro, mas deixemos também que alguém se aproxime e tente nos conquistar. Essa “chance” pode se transformar numa ótima surpresa!
    E aqui vai o meu testemunho(rs): eu nunca pensei que o meu love seria um bom namorado pra mim, quanto mais meu marido. Relutei muito antes de aceitar sair com ele (rs, tadinho), até pq – naquela época – eu achava que ele não atendia grande parte da minha listinha. Hoje, 7 anos depois, marcamos o nosso casório. Eu – toda exigente como sempre fui – escolhi casar com o cara que me escolheu, amiga! (Será no dia 11/12/2010 :))
    Se tudo é perfeito? Claro que não! Se era a nossa única opção? Of course not. Mas foi aquela que mais me fez feliz, por inteiro e de verdade, até hoje. Contrariando todos os meus feelings iniciais…
    Um beijo no coração, cheio de saudade e de boas vibrações amorosas pra você. 🙂
    E acabo de ter vontade (não sei direito pq, rs) de terminar meu comentário “ao som” de JotaQuest: “…o teu amoorrr…pode estaaar…do seu lado!”
    Namastê lindona! 😉
    Bjks,
    Lia

  7. Lívia Stábile 12 de outubro de 2010 às 11:11 am #

    Lia amiga amada, que delícia de comentário! Super amei!! E super obrigada! Você tem razão, devemos, muitas vezes, dar mais de 1 chance! Pode estar certa que fiz isso sim, mas ainda assim não rolou! Não era pra ser né! E sigo tranquila! EStou MMMEEEGAA feliz pelo seu casamento! Parabéns amiga! Queria muito poder estar aí pra dividir esse momento com você!Que seja um dia mágico, lindo e cheio de amor!!! TE desejo muuitas felicidades, mais ainda do que vc já tem!Que Deus abençoe vocÊs dois!! E obrigada por comentar e por ler!! TE adoro viu amiga!!! Muitos beijos e muita luz na sua caminhada!

  8. Douglas 26 de julho de 2012 às 9:43 am #

    Oi tudobom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: