A long way down

8 dez
O autor inglês Nick Hornby. Podia ser mais gatinho né?
“Perhaps getting what you want is never really a coincidence” 

Anos atrás vi o filme Alta Fidelidade, baseado no livro homônimo do autor britânico e pop Nick Hornby. O longa é uma gracinha e me despertou a vontade de ler o livro, que como era esperado superou infinitamente a versão dos cinemas. Por alguma razão obscura eu nunca mais li nada dele desde então. Só vi nos cinemas o Grande Garoto, outro filme engraçadinho que não deve fazer total jus ao livro.

Semanas atrás me deu uma febre por Nick Hornby. Deve ser por causa das listas que ando fazendo. Ele é famoso por gostar de fazer suas listas também, que são muito mais legais que as minhas, aliás.  Só sei que me bateu uma coisa louca que eu precisava  ler alguma coisa do cara. Tipo desepero mesmo. 

Assisti Alta Fidelidade de novo. ( Amo o Jonh Cusack, ela está muito bom como protagonista. E até o Jack Black que geralmente me irrita, tá sensacional. Fiquei com vontade de comprar a trilha do filme. Aliás, essa é uma das características marcantes de Hornby ele mistura música e literatura de um jeito único.) Em seguida comprei num impulso internético o livro A long way Down ( acho que em português é A Grande Queda). Só posso dizer uma coisa: o cara é genial! Faz qualquer aspirante a escritor ( como eu) ter vontade de se recolher à sua humilde ignorância. O livro conta a história de quatro pessoas absolutamente diferentes que se conhecem quando estão pensando em se matar. O encontro acaba fazendo com que mudem de ideia e o que acontece dali para frente é sensacional.

 Há tempos eu procurava um livro que eu quisesse ler de uma só vez. E foi exatamente o que aconteceu, li em três dias, varei madrugadas.  Não me lembro de ter lido nada tão divertido, facilmente digerível e ao mesmo tempo brilhante como A long way down. Eu me via rindo sozinha de madrugada, gargalhando. E olha, eu odeio comédia, nunca acho graça de nada que é feito para ser engraçado. E foi justamente por isso que eu ri. Porque não foi feito para ser engraçado, afinal é um drama, sobre pessoas que querem se matar, certo? Mas ao entrar na mente de cada personagem, a loucura de perto é sempre mais engraçada do que trágica. São as personagens mais complexas e bem construídas que já conheci. Vai pro topo da minha lista de livros favoritos, com certeza.

Fiquei tão fã que já comprei mais dois livros: o mais recente Juliet Nua e Crua e Como ser Legal. Mal posso esperar. E você. tá esperando o que? Corre lá!

 

Melhor livro dos últimos tempos!

Anúncios

6 Respostas to “A long way down”

  1. Vivian 8 de dezembro de 2010 às 11:26 am #

    Adorei a dica!
    E o texto! Voce eh otima:)
    Vou comprar de presente de aniversario para um amigo meu aqui que tambem escreve…:)
    Beijos!

  2. Lívia Stábile 8 de dezembro de 2010 às 11:39 am #

    Amei a dica! Pena que acabei de comprar 2 livros para as férias 😦 MAs fica guardada!!! beijosssssssssss

    • Fabi Marques 8 de dezembro de 2010 às 12:02 pm #

      Te empresto o meu qdo nos encontrarmos, quem sabe jajá?rs

  3. Lívia Komar 8 de dezembro de 2010 às 9:40 pm #

    Não li o livro, mas o filme é fantástico!
    Valeu pelas dicas…mesmo andando sem muito tempo, a leitura continua sendo minha grande amiga de sempre.

  4. Roberta Barbosa 10 de dezembro de 2010 às 12:20 am #

    Não podia ter vindo em melhor hora essa sua dica! Estou louca atrás de algum livro pra devorar nas férias.
    Beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: