Renascer

7 jan

(escrevi em 2007, mas me parece perfeito para esse momento!)

Vem agora vida minha
E abre minhas asas como se o sopro fosse o último
E diga que os anos não nos separaram

Venha vida minha vida
Que o sol brilha lá fora
E mostra que tudo vale
Vale o riso
Vale o pranto
Vale o silêncio
Vale cada sim
E cada não

Vale a escolha
Vale a escola da vida
Vale esse momento só meu
Só nosso

Me namora
Me toma como tua
Que meu suspiro seja seu
Que seja meu seu suspiro

Que a música toque incessantemente
Como se nunca tivesse tocado

Que esse canto que descubro
Se abra em um mundo
Mundo meu
Mundo seu
Vida
Que seja o respiro profundo
Que seja o aroma do nascimento
Que seja o sorriso aberto
Vida minha
Minha vida

Que a dança não pare nunca
Que os rodopios façam-nos
Perder o tempo
Perder o medo
Perder o que não nos pertence mais

Que o chão seja o mesmo
E a melodia sempre bela
Vida minha
Minha vida

Anúncios

3 Respostas to “Renascer”

  1. Rafael Campos 7 de janeiro de 2011 às 12:23 pm #

    Simplesmente belo!

    Parabéns!!!

    Grande abraço,

    • Lívia Stábile 31 de janeiro de 2011 às 5:06 pm #

      Obrigada querido! Beijos

  2. Camila Ercília 10 de janeiro de 2011 às 12:11 am #

    Lívia este poema tem uma beleza peculiar!parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: