Quem eu era… já não sou mais…

27 jan

O despertador tocou pela terceira vez.

“É hora”, pensou.

Levantou com um sorriso no rosto e os olhos marejados de emoção.

Foram anos, dias, meses vivendo ali.

Foram sonhos, segredos, risadas, gritos, conquistas, lágrimas, silêncios, decepções compartilhadas com as paredes.

Agora era a hora da nova trilha sonora.

Vestiu-se rapidamente, com precisão.

Calça, blusa, brinco, sapato. Passou perfume na tentativa de deixar ali seu cheiro por mais alguns dias. Como se sua existência estivesse sendo apagada aos poucos.

Pensou no quanto o seu mundo material fora restrito, como as paredes que a protegiam ali.

E como seu mundo real tinha se ampliado enormemente, como névoa que chega em dia frio. Como suspiro que traz a vida de volta.

Juntou os últimos objetos que ainda não estavam encaixotados.

Repetiu sua gratidão várias vezes, para si mesma, para o Universo, para aquele lugar.

A gratidão lhe mostrava a amplitude do que estava para acontecer.

E acalmava seu coração em meio às emoções do incerto.

No incerto tudo é possível.

E é pra lá que eu vou!

Grata!

Anúncios

Uma resposta to “Quem eu era… já não sou mais…”

  1. Barbara 28 de janeiro de 2011 às 1:51 pm #

    Adorei o texto e principalmente a frase “no incerto tudo é possível”. Que seja um incerto feliz para todas nós.
    beijos
    Babi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: