To be continued…

10 jun

Image

Ela abriu a porta.

Não disseram nada. Ele pegou a sua mão. Caminharam de mãos dadas. Era sua primeira vez naquela casa, mas ele instintivamente a guiou até o quarto.

Parou. Olhou nos olhos dela. Sorriu levemente. Ela respirava profundo. Seu rosto mostrava curiosidade, ansiedade  e certeza. Ele beijou-a levemente. Os lábios mornos  se tocaram. A saliva transformou o beijo em uma dança. As línguas aceleraram o ritmo.

Ele parou. Olhou pra ela novamente. Seus olhos continham uma ternura explícita e um tesão tímido que transpirava em seu corpo. Delicadamente, começou a desabotoar sua camisa. Ela olhava imóvel. Ele desvencilhou as alças do seu vestido sem pressa. Deixou à mostra seu colo, seus seios, sua carne. Involuntariamente ela se curvou, ainda contendo seu corpo da entrega final.

Ele pegou as suas mãos, posicionou-as em suas costas e a abraçou. Os corpos quase nus se tocaram pela primeira vez. A eletricidade fez ambos tremerem levemente. Sorriram. Ele beijou seu ombro, beijou seus seios, beijou seu ventre. Ela acariciou seu cabelos, seu pescoço. Seus dedos percorriam suavemente suas costas, sem pressa…

Eram duas almas antigas reencontrando-se mais uma vez. As vidas conjuntas foram tantas que não careciam de muito diálogo. O tempo era necessário apenas para explorar a carne nova, os novos formatos, o cheiro do presente. Passaram o resto da noite entre curvas, ângulos, expressões, texturas, gosto.

As primeiras palavras foram ditas ao amanhacer. “Seu suspiro continua doce”, ele disse.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: